Vale a Pena Fazer Concurso para Formação de Cadastro Reserva?

De repente sai o edital daquele concurso público que você espera há anos, e para sua decepção ele traz pouquíssimas vagas para contratação imediata, e várias outras para formação de cadastro reserva.

Tenho certeza que a primeira coisa que você pensa é: não vou fazer, pois não vale à pena, principalmente por que eles não tem obrigação de chamar mais ninguém além daqueles que ocuparão as vagas disponibilizadas para contratação.

Não o culpo por pensar assim, afinal, queremos ter a oportunidade de ser contratado de forma quase que imediata após a aprovação no concurso público, e esperar um pouco mais do que isso pode ser desanimador.

Mas, o cadastro de reserva serve para as empresas terem a vantagem de contar com pessoas habilitadas para assumir qualquer vaga que venha a surgir durante um certo período de tempo (validade do concurso), para não terem que fazer um concurso às pressas quando algum cargo vagar.

Mas, afinal, vale a pena ou não fazer concurso para cadastro de reserva?

Quer uma dica? Muitas organizações colocam poucas vagas no edital para contratação imediata, várias para cadastro reserva e na hora da contratação chamam muito mais do que o previsto. Ou seja, aqueles que seriam reserva e que acharam que ficariam nesta condição por muito tempo, num piscar de olhos estão concursados, empossados e com estabilidade financeira e profissional.

Um bom exemplo disto é o último concurso da Universidade Federal de Juiz de Fora, que inclusive está para realizar mais um neste ano de 2019, e você que vai fazer, fique alerta caso não esteja entre os primeiros aprovados, pois, a oportunidade pode surgir.

No ano de 2011 foram disponibilizadas 162 vagas, mas, foram chamados 350 concursados para ocuparem vagas totalizando 188 novas oportunidades de emprego, assim, foram chamados mais candidatos excedentes do que a quantidade originalmente prevista no edital.

Uma dica valiosa:

Faça uma pesquisa a respeito do histórico de concursos da entidade que está com concurso aberto, quantas vagas tiveram os últimos concursos, os motivos da vacância (aposentadoria, invalidez…), e principalmente quantos concursados foram chamados.

Talvez um concurso tenha 50 vagas disponíveis, mas no histórico você percebe que eles sempre chamam 100, 150, então já sabe que vale a pena fazer porque há grande chance de ser chamado.

Além disso, há também a oportunidade de testar seus conhecimentos, conhecer a banca, e ganhar experiência para outras oportunidades.

No caso de não ter histórico de concursos por ser a primeira vez que são abertas vagas para determinado cargo, aí realmente não tem jeito, é preciso fazer e aguardar, no mais, o histórico é uma boa saída para a decisão de se fazer ou não a prova.

Você já conhece nossos cursos preparatórios para concursos?

O BMW Concursos está no mercado há mais de 13 anos e tem o compromisso de te ajudar a ser aprovado, afinal já ajudamos mais de 12.000 pessoas e podemos ajudar você também. Nossos cursos tem garantia de 7 dias, ou seja, você não corre o risco de perder o dinheiro, pois se não gostar, devolveremos sem nenhuma pergunta. Além das vídeo aulas você ainda ganha 5 bônus exclusivos para acelerar e facilitar ainda mais seu aprendizado.

E aí? Vamos estudar com o BMW para garantir a aprovação?

Clique aqui e conheça nossos cursos.

Concurso PMMG adiado no Interior

Concurso PMMG tem convocação para vagas do interior é adiada

Para os aprovados da primeira etapa do Concurso da Polícia Militar de Minas Gerais e com intenção de preencher as vagas do interior, terão que esperar um pouco a mais para serem convocados para as próximas etapas.

A própria corporação da Polícia publicou o comunicado, e de acordo com o chefe do setor de Recrutamento e Seleção da PM-MG, “as orientações específicas para a realização da segunda fase do certame, que estavam previstas para divulgação nesta data, serão divulgadas oportunamente”.

O Concurso, realizado no mês de setembro de 2018, foi para preencher vagas em BH e também para o interior, no total foram 1560 vagas para homens e 10% para mulheres. Os candidatos que selecionaram a região de BH para concorrerem, seguirá as etapas normalmente, a suspensão, até o momento valerá para as 870 vagas que foram destinadas para as regiões do interior.